♥ Seguidores♥

sábado, 12 de agosto de 2017

Autobiografia Autorizada - Paulo Betti.

Autobiografia Autorizada
Paulo Betti.
A "Autobiografia Autorizada" marca os 40 anos de carreira do ator Paulo Betti, mas neste monólogo, Paulo Betti nos apresenta a pessoa por trás do ator. Ou seja, ele dá ênfase à sua vida pessoal, contando sobre as condições de vida de seus pais (sua mãe foi empregada doméstica e teve 15 filhos, sendo Paulo o filho temporão, e seu pai era esquizofrênico), e pincelando com casos bem humorados da vida dos seus avós (seu avô foi um imigrante italiano que veio trabalhar em uma fazenda no interior de São Paulo e sua avó adorava contar histórias de terror). Paulo Betti também conta um  pouco sobre os seus irmãos, e nos mostra fotos e registros  de seu diário.
Na última parte do espetáculo, Paulo Betti comenta sobre seus amigos e colegas de cena, sobre as novelas, os filme e peças teatrais em que participou.
A "Autobiografia Autorizada de Paulo Betti" é um monólogo muito divertido e que simplesmente nos emociona.
"Lendo as anotações que fiz num cadernão no período de 1982 a 1992, cheguei a conclusão que estava me preparando para revelar as extraordinárias condições que me levaram a sobreviver e a contar como isso aconteceu."Minha fixação pela memória da infância e adolescência, passada num ambiente inóspito e ao mesmo tempo poético, talvez mereça ser compartilhada no intuito de provocar emoção, riso, entretenimento e entendimento."
Paulo Betti.
Um show surpreendente. Que maravilha ter visto Paulo Betti contando sobre sua trajetória e de sua família  com muito bom humor e simplicidade.
Não faltaram casos engraçados e comoventes da sua infância e do inicio da sua adolescência.  Com certeza, cada um lá na platéia se identificou com as histórias contadas.
Valeu a pena todos os segundos deste espetáculo, sobre a historia linda da vida de um dos maiores atores do Brasil. 
Para informações complementares: http://mataharie007.blogspot.com.br/2017/08/autobiografia-autorizada-com-paulo-betti.html
Teatro Vivo.

3 comentários:

Pedrita disse...

ah, vc foi tb. será q fomos no mesmo dia? falei do seu post no meu sobre a peça e linkei vc. vou ler agora. não li antes pra não me influenciar. verdade, as histórias emocionam. o avô dele tb gostava de histórias de terror como eu. adorei seu post e suas fotos. adoro quando alguém viu algo que eu e peça é bem raro já que meus amigos blogueiros são mais de outros estados. bom poder dividir com vc. beijos, pedrita

Pedrita disse...

fui na sexta tb!!! ah, eu vi umas pessoas com máquinas fotográficas. que coisa. bacana.

Pedrita disse...

obrigada pela menção ao meu blog.